[RESENHA] O Garoto do Cachecol Vermelho, de Ana Beatriz Brandão

Título: O Garoto do Cachecol Vermelho
Autor(a): Ana Beatriz Brandão
Editora: Verus
Páginas: 294
Gênero: ficção, young adult
adicione ao skoob // compre aqui

Sinopse:
Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance
Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho… Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.

Melissa é uma garota arrogante que acha que o mundo gira em torno do seu umbigo. Ela é uma bailarina com o sonho de estudar em Juilliard e está disposta a fazer de tudo pra conseguir realizá-lo.

Ela conhece Dani, um garoto de sua faculdade que vai virar seu mundo de cabeça pra baixo e, quem sabe, mudar esse seu jeito preconceituoso de ser. Ele, o garoto do cachecol vermelho, faz um acordo com Mel de ser a “sombra” dele, pra fazer com que ela aprenda uma coisa ou duas com ele, já que ele é o oposto dela, é gentil, carinhoso, sempre disposto a ajudar o próximo.

A escrita da Ana Beatriz é simplesmente encantadora. É fluída, não dá vontade de parar de ler quando você começa a leitura. Fui cativada logo na primeira frase.

Uma coisa que me incomodou um pouco foi o exagero na personalidade da Melissa. Eu nunca conheci alguém tão insuportável quanto ela. Até quando tentam ajudá-la, ela é desagradável, isso me irritou um pouco, porque poxa, custava ser mais grata? Mas a mensagem que a autora quis passar com esse jeito dela, de que por mais que você sofra na vida, sempre tem algo pra agradecer, foi linda.

E não é só essa mensagem que o livro passa, mas aborda também a ELA (esclerose lateral amiotrófica), adorei a mensagem no final do livro de que uma porcentagem das vendas do livro vão pra uma instituição pra ajudar quem sofre dessa doença. O livro aborda também violência à mulher, da forma que deve ser: com seriedade e foi bem honesto também, como acontece na vida real de algumas mulheres terem medo de denunciar.

O final é emocionante e eu finalmente consegui entender porquê chamam a autora de sádica, haha. A edição está maravilhosa e eu não encontrei nenhum erro. Super recomendo à todos que querem ler um livro emocionante!

QUOTE:

 

“Ele havia me mostrado a vida cores, apesar de eu não ter notado isso em metade do tempo que havíamos passado juntos.”

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.