Disney e YouTube rompem contratos com Pewdiepie, entenda a polêmica

O maior Youtuber de todos os tempos, Pewdiepie, que conta com 53 milhões de inscritos em seu canal perdeu o seu contrato com os dois maiores apoiadores: a Disney e o YouTube. Tudo após ter vídeos com propaganda anti-semita veiculados em canal. A gota d’água para a Maker Studios (pertencente a Disney) foi um vídeo em que o sueco contratou dois indiano, via internet, para segurar um cartaz escrito “Morte para todos os judeus”.

Ele ainda tentou se defender  em um vídeo de seu canal: “O que eu acho – e acredito fortemente – é que estamos em 2017 agora. Nós temos que aprender a separar o que é uma piada do que realmente é um problema. Uma piada é realmente racismo? Algo que deveria ter sido considerado uma piada puramente homofobia, ou antissemitismo e todas essas coisas? O contexto realmente importa.” Ele chega a admitir que as piadas foram pesadas, mas em nenhum momento quis estimular o ódio.

Em um levantamento feito pelo The Wall Street Journal outros nove videos do sueco já fariam referências nazistas ou antissemitas. Um deles chegava a ter um homem vestido de Jesus Cristo afirmando que “Hitler não havia feito nada de errado”. Ao responder as críticas ele tentou afirmar que queria mostrar como o mundo ficou louco.

A grande verdade é que é um assunto ainda delicado e as feridas não se fecharam. Uma grande parte dos usuários da internet falarão que ele foi mais uma vítima do politicamente correto, mas os patrocinadores não querem ter suas marcas veiculadas em um vídeo aonde o hino do partido nazista é tocado.

Seu canal não será deletado, mas os vídeos em questão já foram removidos. Em relação a esses dois contratos já perdidos são com certeza milhões de dólares que ele deixará de receber daqui para frente. Seus outros projetos com certeza serão afetados. Mas o príncipal será seus vídeos, acredito que ele aprenderá que nem tudo é motivo para piada!

Via Engadget.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.