Sociedade J. M. Barrie | O encontro da natação e literatura

“Concentrou-se em respirar com regularidade, mantendo a calma. O pânico diminuiu e sua mente começou a clarear. Começou a nadar e depois a relaxar a cada braçada. Gradualmente, sentiu-se com coragem o suficiente para mergulhar por inteiro, quando então teve uma nova sensação: o aperto da água gelada dando firmeza ao seu corpo. Sentiu uma força imensa. Sentiu-se como uma criança de novo.

imagem_release_912635Bateu o pé até a tona, quebrando a superfície numa saraivada de puro êxtase, o corpo todo inchado de alegria, inconsequência, maravilhoso descontrole. Gritou para Aggie e para as outras, mas não soube se a ouviram. Será que já tinha se sentido tão bem assim? Achava que não. Nadou com braçadas regulares na direção da outra margem. Sentia uma alegria selvagem e eufórica.

Joey sentia-se em união com a água, com a brisa, com o céu e o dia, com sua vida e com tudo da vida. Tudo o que via — pássaros, árvores, o sol, o mato — de repente pareceu mais vivo, mais definido, renovado.” (p. 104)

Esse é um trecho do livro Sociedade J. M. Barrie, um romance incrível que narra o mistério por trás do autor do clássico Peter Pan: J.M. Barrie.

A obra conta com a participação de um encantador grupo de natação para senhoras, homônimo ao título do livro. Escrita pela autora Barbara J. Zitwer, Sociedade J. M. Barrie é o lançamento deste mês de Abril da Editora Novo Conceito.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.